Armário-cápsula

Como anda meu armário-cápsula?

Quanto tempo não comento sobre ele por aqui! E se engana quem pensa que eu desisti da ideia de me vestir com menos roupas. Não mesmo. Acho que depois que conheci e introduzi o armário-cápsula à minha rotina nunca mais vou querer voltar àquela vida – de guarda-roupa cheio e nada pra vestir. É tão mais simples viver com menos opções! Mas nem tudo são flores.

Deixa eu te atualizar. Estamos no verão, o que significa que eu estaria no meu terceiro AC. Comecei no inverno e passou a primavera. Conforme as regrinhas do armário-cápsula (que você lê aqui) a ideia seria trocar o seu guarda-roupa a cada estação do ano. Acontece que não achei necessário mudar completamente as minhas roupas da primavera para o verão. Claro que tirei os casacos e coloquei mais shortinhos e blusinhas frescas, mas a base continuou a mesma. Pra você ver que nada aqui deve ser obrigatório, tudo é muito adaptável.

Quem vive em regiões com estações mais definidas (como eu aqui no RS, onde no inverno faz frio e no verão calor) essa regrinha de mudar a cada estação faz mais sentido do que pra quem vive no Nordeste, onde na maioria do tempo faz bastante calor.

Eu, bem bela e animada pelo sucesso do meu primeiro armário-cápsula, fui organizar o meu armário para a primavera. Coloquei bermudinhas e poucos casacos. Mas imagine você que a nossa primavera foi super chuvosa, e fria. Não tinha planejado deixar muitos casacos e botas, e no fim, além da jaqueta jeans que tinha planejado, tive que ressuscitar um cardigã, um parka militar, um casaco preto mais quentinho e uma bota preta, além da galocha, que foi muito útil nos dias de chuva (que foram muitos). Tá certo que a ideia é viver com menos roupas, mas ninguém aqui quer passar frio, não é mesmo?

O fato é que não foi fácil me vestir na primavera aqui do Sul. Achei o inverno muito mais fácil e tranquilo. Talvez por ser uma estação mais definida e eu tivesse planejado combinações com camadas, o que facilita muito na hora de se vestir – afinal, quando não está tão frio, é só não colocar a última camada do look, no caso, o casacão, e pronto ;)

Por isso, minha sugestão pra quem quer começar o seu AC (aliás, essa é uma ótima pedida para o ano novo, viu?) é começar no inverno ou no verão, ou seja, nas estações mais bem definidas. Você vai me agradecer!

No fim do ano comprei algumas peças. Estava sentindo falta de cores. Lembra que comentei que uma das lições que aprendi com o meu primeiro AC era prestar atenção ao comprar peças estampadas? Pois é. Estava com uma única peça estampada no meu guarda-roupa inteiro. Acontece que estava sentindo falta. Quando vi um short/saia (amo modelos assim) na Damyller com estampa de passarinhos (tão fofos), não me privei e comprei. Já usei bastante, acho que foi uma boa compra.

Ainda não fechei 100% o meu AC de verão, e nem sei se quero deixar ele fechado, sabe? Como estou muito mais consciente das minhas escolhas é bem difícil eu cair na tentação de comprar algo por comprar ou só por achar bonito. Assim que conseguir, quero fotografar fotos bem belas e mostrar aqui os looks que estou montando com esse armário. Animada com o que vem por aí.

 Ficou com vontade de começar um armário-cápsula? Sugiro começar por aqui.

E você que já começou a viver com menos roupas, como está sendo a experiência até agora?

2 Comentários

  • Reply
    Giulia Leal
    13 de junho de 2016 at 23:39

    Estou amando seu blog! Estou lendo todos seus posts sobee armário em cápsula. Saiba que voce está fazendo a diferença na vida, obrigada! Essa semana ainda vou começar a procurar inspirações e finalmente definir meu estilo hahaha e

    • Reply
      Nati Grazziotin
      27 de junho de 2016 at 17:56

      Oi Giulia, que felicidade saber disso, viu? Esse é o objetivo mesmo :)
      Boa sorte e conte comigo para o que precisar!
      Bjos

    Deixe uma resposta para Nati Grazziotin Cancelar Resposta