Bem Estar

Como fazer uma faxina mental?

No último post que apareceu aqui no bloguito falei sobre 12 sinais de que você está precisando fazer uma desintoxicação mental. Quem leu? Acredito que a maioria se identificou com pelo menos alguns itens (senão, todos! rs!).

Afinal a gente vive em um mundo com informação demais disponível em toda parte e muitas vezes nos sentimos sobrecarregados.

Mas, e o que fazer quando chega a hora de “limpar” a mente?

Existem inúmeras formas de fazer isso, porém, como não poderia deixar de ser, todas elas requerem esforço e principalmente intenção. Já que temos a mania de fazer quase tudo no automático e mudar um comportamento leva um certo tempo.

A seguir eu listo 4 maneiras que já testei e me fizeram bem:

1. Faça um detox das redes sociais: Essa é a forma que conheço que mais gera resultados. Confesso que tenho dificuldade em deixar as redes sociais de lado, já que na maior parte do tempo estou com o celular na mão, checando e-mails, conversas do whatsapp, atualizações do Instagram. Coisas que poderiam muito bem ser vistas em pouco tempo, mas que consomem muito do meu tempo.

Quem mais sofre do mal de planejar fazer alguma tarefa e quando se dá conta passou uma hora checando Instagram e Facebook? Acontece comigo o tempo tempo!

Quando fomos viajar em fevereiro fiquei 2 dias sem celular porque íamos comprar outro por lá. Achei que fosse enlouquecer, mas sabe que não foi tão difícil? Claro que eu estava em uma situação diferente, em outra rotina, talvez por isso não senti tanto. Mas pude sentir a diferença na minha atenção à viagem em si. E às pessoas que estavam comigo. Percebo que quando estou muito ligada no celular, não presto atenção ao presente, não escuto quando falam comigo e deixo passar momentos que poderia estar desfrutando com mais intenção. E isso é muito ruim, não é?

Tente sair de casa sem o celular para fazer coisas que não vão depender dele, como ir ao mercado, sair tomar um café ou ir visitar uma amiga. Perceba como se sente. No início você vai ficar meio perdida, mas tenho certeza que os momentos que passará na sua própria presença (ou na presença das pessoas que estão contigo de verdade) vão valer a pena.

2. Medite: Taí algo que preciso voltar a fazer! Meditar, nem que seja alguns minutinhos por dia, esvazia a mente, libera espaço e isso gera uma sensação muito boa.

No livro budista Chaves para a felicidade e para uma vida mais significativa, Rinpoche explica que para levarmos uma vida verdadeiramente feliz e satisfatória precisamos de uma base para a felicidade e a primeira delas é criar espaço. Isso ajuda a lidar com os problemas porque os enxergamos de forma mais afastada, sem tanta tensão.

Existem vários aplicativos que ajudam a meditar. Já usei o Headspace e o Zen, ambos são bons.

3. Destralhe sua casa: Quando tiramos da nossa casa (do espaço onde vivemos) coisas desnecessárias, nossa mente também fica mais leve. Mesma lógica da meditação se formos parar para pensar, né? Ter menos coisas e tudo ter o seu lugar ajuda muito se você quer ter a mente mais relaxada.

Aqui em casa estamos numa fase de bastante bagunça por conta do Valentin. Procuro sempre manter as coisas dele organizadas, mas ele precisa de espaço para brincar e explorar então acabo deixando. Mas tudo ter o seu lugar – e todos da casa saberem disso – é vital para que no final do dia tudo volte pra lá e a casa não vire de pernas pro ar.

4. Leia um livro: Impressionante como só o fato de ter um livro nas mãos já me deixa mais relaxada. Gosto de abrir o livro, cheirar as páginas, tocar no papel. Já tentei ler no celular, mas não é a mesma sensação.

Ler garante momentos com você mesma, traz novos insights, inspira. Enfim, quando precisar estar mais presente e de inspiração tente ler um livro. Você não vai se arrepender.

Essas são as minhas dicas para desintoxicar a mente. Quais são as de vocês?

Comenta aqui embaixo!

8 Comentários

  • Reply
    Fabíola
    28 de junho de 2017 at 12:40

    Oi Nati. Muito relevante e precioso seu texto. Além destas dicas, as formas de desintoxicar a minha mente seriam ficar um período no sol, e encontrar amigos. Abraço.

    • Reply
      Nati Grazziotin
      28 de junho de 2017 at 18:14

      Brigada, Fabi! Verdade! O sol ajuda muito a deixar a mente mais relaxada né? E encontrar amigos é sempre bom!
      Aliás, precisamos nos encontrar, quero saber da viagem! ;)

  • Reply
    Lucas
    28 de junho de 2017 at 22:42

    Baita amor!

  • Reply
    Deni
    29 de junho de 2017 at 09:46

    Ótimas dicas Nati! Já estou destralhando a casa e quero aprender a meditar, e o detox digital… bem, esse eu quero fazer ainda nessa vida ☺️☺️ hoho. Beijos.

    • Reply
      Nati Grazziotin
      30 de junho de 2017 at 10:03

      Não é fácil né Deni? Como eu escrevi no texto, são coisas que fazemos no automático então temos que nos policiar o tempo todo para mudar de comportamento. Mas acredito que valha a pena ;)

  • Reply
    Jéssica
    18 de julho de 2017 at 20:25

    Que post maravilhoso! Quando eu viajo e saio sempre levo celular, mas raramente mexo nele, pois além de me fazer perder momentos, acho falta de educação com as pessoas que estão comigo. Porém, em casa sou igualzinha a você, as vezes não presto atenção em algumas coisas por conta do celular ou qualquer eletrônico que me distancia do mundo real. Ano passado eu meditava e realmente é muito bom, é uma das metas para esse ano, mas depois de quase 8 meses ainda não comecei. Ontem mesmo estava pensando em voltar a meditar, pois é algo que preciso e esse post só confirmou. Enfim, uma coisa que sinto que faz uma faxina mental é escrever tudo que você está sentindo no momento, palavras soltas, sabe? É uma sensação maravilhosa.

    Prazer, Jéssica

    • Reply
      Nati Grazziotin
      21 de julho de 2017 at 10:06

      Bem isso Jéssica! Também preciso voltar a meditar, na verdade é só começar né.
      Eu fico postergando, esperando um momento ideal, quando ele não existe.
      Em tempo, adorei o último post do teu blog, Palavras Soltas. Vou tentar fazer isso também, tenho até medo do que vou escrever hehe
      Beijos!

    Deixe o seu comentário...