Organização

Primeiros 20 dias com a Giulia em casa

Hoje nossa pequena completa 20 dias de vida. Sou muito grata por tudo ter dado certo e ela ter nascido super bem e saudável. Quero agradecer todo carinho que recebi de vocês lá no Instagram. Muito bom saber que tem tanta gente torcendo pela nossa família. E apesar dela ter nascido com 37 semanas, Giulia ficou do meu lado o tempo todo, inclusive mamou logo que nasceu, isso me deixou imensamente feliz e realizada.

Desde lá estamos nos descobrindo, nos conhecendo e curtindo muito cada momento. Desde quando engravidei da Giulia, me dizem que a gente curte mais o segundo filho, afinal, não ficamos tão encanadas e preocupadas, e não é que é verdade?

Longe de achar que sei tudo sobre maternidade, mas sei que as coisas se ajeitam, que tudo melhora, e que essa fase deles assim, pequeninhos, dura muito pouco e quando vemos já estão engatinhando, andando e falando.

Cada fase é linda, com seus desafios, é verdade, mas também com muitos encantos. Por isso, sem pressa por aqui.

Uma coisa que estou fazendo diferente e que acho que tem feito muita diferença é tentar não controlar as coisas. Com o Valentin eu queria controlar tudo: horário de mamadas, quantidade de sono, etc. Queria que ele se encaixasse num padrão, e isso me fez muito mal.

Nos primeiros dias, principalmente, nem olhava pro relógio. Agora, aos pouquinhos estou tentando que ela fique mais tempo acordada durante o dia para dormir mais à noite. Esse tem sido o desafio por aqui. Ela dorme super bem durante o dia, e à noite mama e não prega o olho! Aí fico nanando, nanando, até que dorme. Ahh, sem falar nos gases né? Ela começou se contorcer há alguns dias e isso a deixa bem irritada, porque não consegue dormir direito… Mas tudo isso são coisas que passam com o tempo, é só ter paciência!

Agora, outro desafio, acredito que o maior por aqui hoje, é o Valentin. Ele ainda é um bebê, precisa muito da minha atenção, e quando estou com ela não consigo dar essa atenção que ele precisa. Logo nos primeiros dias da Giulia em casa, ele não demonstrou nenhum comportamento diferente. Mas de uma semana pra cá, começou a ficar mais agressivo e arisco. Quando o repreendemos e dizemos “não” (o que, nessa fase, é o que mais falamos pra ele) ele começa a gritar. É muito frustrante ver seu filho assim. Ele está chorando bem mais também. O jeito é ter bastante paciência e calma pra falar com ele. Perguntar o que ele precisa, porque está se sentindo assim, e assim vai. Espero que logo ele entenda melhor tudo isso e fique mais tranquilo, como ele sempre foi. Torçam pela mamãe aqui ;)

Bem, gente. Queria muito contar pra vocês como andam as coisas por aqui nesses primeiros dias com a Giulinha em casa. Apesar de cansada, estou muito feliz. A minha sensação é de que estou completa, sabe? Descabelada, com unhas por fazer, de pijama, mas muito, muito realizada. Porque como bem disse minha irmã logo que a Giulia nasceu: O cansaço não é nada perto da felicidade.

Um beijo, com muito carinho.

Nati

Nenhum Comentário

Deixe o seu comentário...