Armário-cápsula Organização

5 dicas para manter o guarda-roupa organizado

Ter um guarda-roupa organizado é um sonho – muitas vezes distante – para muita gente. Ter um espaço limpo, onde todas as peças ficam visíveis e são usadas faz bem não só porque facilita a vida na hora de se vestir – fazendo a gente perder menos tempo – mas faz a cabeça ficar mais leve, gerando menos stress.

A sensação de olhar para o guarda-roupa e ver tudo organizado provoca bem-estar e é isso o que mais queremos, no final das contas. Mas e como resolver essa questão? Como deixar e, mais importante, manter o armário organizado? Pensando na minha experiência com a técnica do armário-cápsula listei aqui 5 dicas que podem fazer a diferença para você também.

Descarte tudo que você não usa mais e que não combina com você. Não cometa o erro de organizar coisas que você não usa mais. Não adianta, você só vai perder tempo – organizando tudo – e espaço. Doe o que não usa, o que não serve, o que você não gosta ou já enjoou. Mantenha somente peças que te fazem feliz e que você ama.

minimallista - guarda-roupa - organização 3

Tenha roupas para o seu estilo de vida. Analise se você tem roupas adequadas para a sua vida, de verdade. Não àquela que você gostaria de viver. Eu, por exemplo, não vou a muitas festas, por isso não deixo no meu guarda-roupa peças que só seriam usadas em eventos noturnos. Uso roupas que uso no dia a dia para jantar fora, aí nesse caso aproveito para usar um scarpin ou uma sandália de salto. Tenho uma arara longe do meu closet onde coloco roupas de festas que não quis me desfazer. Quando preciso – que são raros os casos – vou até lá e escolho.

Essa técnica é bacana porque não enxergo essas roupas todos os dias. Muitas vezes enjoamos de roupas que sequer usamos, só porque as vemos todos os dias no armário.

Padronize os cabides. Escolha um modelo de cabide e seja fiel a ele. Isso dá uma sensação de organização porque traz unidade. Na minha casa, uso cabides de madeira, mas acho bacanas aqueles de veludo fininhos, que ocupam menos espaço e não escorrega.

Tenha um espaço para cada coisa. Essa dica tirei do livro da Marie Kondo e levei pra vida. Se você tem um lugar para cada coisa fica muito mais fácil de manter as coisas organizadas. Pijamas gosto de guardar numa gaveta, assim como biquinis e roupas de ficar em casa. Deixo uma gaveta para calcinhas e meias. Outra, para roupas de ginástica. Tudo que precisa ser pendurado fica nos cabides e aquilo que pode ser dobrado, nas prateleiras. Como não tenho muita roupa, acabo não separando por cor, mas sim por tipos de peça. Todas as camisetas ficam dobradas juntas, por exemplo, e as regatas mais soltinhas, penduradas uma do lado da outra.

Use caixinhas ou cestos para guardar acessórios, como cintos, cachecóis, gorros. Gosto de colocar em cestinhos os meus cachecóis e lenços, assim como os cintos. Assim quando quero usar é só puxar o cesto e escolher.

Espero que estas dicas ajudem você a ter mais vontade de encarar o guarda-roupa toda a manhã. O começo pode ser complicado, mas depois que tudo tem um lugar, as coisas ficam automáticas. Impressionante como depois que comecei a manter o meu closet organizado tenho muito mais carinho pelas minhas roupas. Até a tarefa de lavar e passar faz mais sentido pra mim.

E você, tem alguma dica bacana pra compartilhar com a gente?

4 Comentários

  • Reply
    Ana Paula
    7 de julho de 2016 at 17:34

    Olá, Nati… Já sou bem organizada, no entanto pretendo aprimorar ainda mais minha arrumação baseando-me nas suas dicas. Estou amando seu blog.
    Abraços.

    • Reply
      Nati Grazziotin
      11 de julho de 2016 at 15:27

      Oi Ana Paula! Que bom que o blog está te ajudando :)
      Fico muito feliz!

  • Reply
    Cássia
    4 de novembro de 2016 at 14:33

    Oi Ana, sou adepta ao AC á 1 ano e ainda assim as suas dicas abre a nossa mente de forma tão harmônica. Obrigado por esse cuidado e adoro seus posts.
    Abraços :*

    • Reply
      Nati Grazziotin
      1 de dezembro de 2016 at 09:19

      Oi Cássia! Fico super feliz em saber disso, viu?
      Obrigada pelo carinho,

      Nati

    Deixe o seu comentário...